A EMPRESA

Histórico

Fundada em 1996, a empresa Canela de Ema adotava como principais objetivos prestar serviços nas áreas de educação ambiental, formação de professores, agentes culturais e elaboração de projetos para as mais diversas finalidades; editoração de livros e implementação de ações culturais. O aumento da demanda ocasionado pelo desenvolvimento de metodologias de trabalho inovadoras e necessidade de adequação para o atendimento a clientes, tais como SEBRAE, FIEMG, Prefeituras Municipais, Governo do Estado de Minas Gerais, ONG’s e organizações que atuam no setor artesanal exigiu a ampliação do leque de produtos oferecidos.

Vários projetos, planejamentos, serviços prestados, materiais editados depois, consolidamos nosso nome no mercado. Nosso portfólio de serviços se ampliou, novas parcerias e novos rumos vieram se somar à experiências adquiridas. São 19 anos de trabalho, de bons trabalhos prestados, de uma contínua atualização, vontade de realizar o melhor e aprender sempre mais.

Equipe, Consultores, Colaboradores

Multidisciplinaridade, a palavra chave para quem deseja trabalhar por esse país enorme chamado Brasil.

A Canela de Ema foi inaugurada para atender localidades Mineiras, da região do Vale do Jequitinhonha e já atendemos também o Sul de Minas, a capital mineira, algumas cidades históricas, São Paulo, Acre, Bahia e Distrito Federal, com uma equipe na medida certa para cada caso, sempre trabalhamos com profissionais de alta competência técnica e qualidade individual.
Nossa premissa é atuar com criatividade aliada à competência e ao conhecimento das necessidades do cliente.

Hoje a Canela de Ema é dirigida por Átila de Barros Naddeo e Maria Dorotéa Aguiar, principais articuladores entre equipes, colaboradores e consultores. Átila, comunicador visual, designer gráfico, formando em Marketing é sócio co-fundador,assume as funções de diretor de comunicação e mareting da empresa. Maria Dorotéa também sócia co-fundadora, retorna para a empresa após ter coordenado, durante cinco anos o Programa de Artesanato do Sebrae, em Minas Gerais, participado do Grupo para Elaboração do Termo de Referência do Artesanato junto ao Sebrae Nacional e no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, onde, por mais de três anos foi coordenadora-geral da micro, pequena e média empresa industrial e artesanal, coordenando o Programa do Artesanato Brasileiro, entre outros.

Voltar ao início